ASSISTA TAMBÉM

Loading...

Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 15 de março de 2016

Policiais civis fazem campanha em prol de aumento salarial

Cerca de 600 policias de Mato Grosso do Sul se reuniram no último sábado (12) em assembleia geral para deliberar sobre o dissídio coletivo que a categoria reivindicará na campanha salarial deste ano. Os policiais decidiram o índice de 20,20% de ganho real e mais a inflação do período dos últimos 12 meses. Atualmente o salário inicial do policial civil é de R$ 3.668,17 e passaria para R$ 4.409,14. A categoria espera que até 2018, seu subsídio seja de acordo com a escolaridade exigida para ingressar na instituição, que é nível superior desde o ano de 2005.
De acordo com o presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda, os policias civis estão determinados a lutarem pela valorização de seu trabalho através de salários dignos.  “É inadmissível que um policial civil, que tem graduação em nível superior, muitos pós-graduados, recebam o salário equivalente ao de nível médio. Principalmente, aos considerarmos que o trabalho policial é uma atividade diferenciada e que é primordial para que a sociedade tenha segurança e justiça”, frisou.
O sindicato vai se reunir com o secretario de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, no dia 31 de março, onde será apresentada uma proposta aos policiais. Caso não seja a atendido a expectativa da classe, os policias pretendem já no dia 1º de abril paralisar os serviços por 12 horas em todas as delegacias do Estado como forma de alerta.  
“O governador Reinaldo Azambuja assinou um compromisso com os policiais civis de reposicioná-los entre os cinco melhores pagos do país, esperamos que ele cumpra o compromisso. Caso contrário, a categoria irá lutar por sua valorização, não descartando a hipótese de greve”, declarou o sindicalista.
Até o dia da reunião, a categoria se mantém mobilizada com ações programadas durante o mês de março. No dia 18, o Sinpol-MS realiza o Ciclo de Palestras “Valorização do Policial Civil”, onde palestrantes abordarão os tópicos: mobilização sindical, assédio moral e desvio de função no serviço público.
Já no dia 30, às 13h na Assembleia Legislativa, o tema Valorização do Policial Civil: Custódia de Presos; Desvio de Função; Condições de Trabalho será amplamente debatido em uma Audiência Pública que contará com a participação de entidades que compõem a Segurança Pública do Mato Grosso do Sul e de outros estados. (Com Assessoria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário