ASSISTA TAMBÉM

Loading...

Barra de vídeo

Loading...

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Vereador diz conhecer mãe de Bernal ‘no silêncio dos edredons'

Parlamentar desmentiu ‘bravata’ contra idosa de 87 anos



  • Ele usou a expressão em tom depreciativo, insinuando que tentava colocar em dúvida a conduta de uma mulher por supostamente ter tido um relacionamento (Reprodução)
  • Enquanto as mulheres lutam contra cantadas e discursos machistas, a Câmara Municipal de Campo Grande foi palco na última terça-feira (3) de um show de baixaria. O vereador Roberto Santos Durães (PSC) causou revolta entre testemunhas que o viram dizer em plena sessão parlamentar “conhecer muito bem, ainda mais no silêncio dos edredons,” a mãe do prefeito Alcides Bernal (PP). Coincidentemente, o episódio acontece alguns dias antes dos Dias das Mães, que será comemorado no próximo domingo (8). 

    Ele usou a expressão em tom depreciativo, insinuando que tentava colocar em dúvida a conduta de uma mulher por supostamente ter tido um relacionamento. A prática é justamente um dos abusos que as mulheres lutam para eliminar no comportamento dos homens por ligar a ‘moral’ feminina com a castidade e o ‘vigor’ masculino com a promiscuidade.
    Além disso, a bravata preconceituosa não tem um pingo de verdade. A mãe de Bernal tem 87 anos de idade e nunca nem ouviu falar de Durães.
    Aliás, muita gente em Campo Grande nunca ouviu falar dele. Roberto já disputou 12 pleitos eleitorais e não foi eleito em nenhum deles. Com menos de 2 mil votos nas últimas eleições, foi empossado porque houve cassações por compra de votos em 2012 e o mandato ‘sobrou’ para ele.
    No cargo, usou o microfone oficial do Legislativo Campo-grandense e, na frente das câmeras, disparou contra a idosa que está acamada por problema de saúde e, segundo familiares, tem o hábito de assistir à TV Câmara. “Eu quero dar um recado ao prefeito. Eu conheço muito a senhora mãe dele, viu? Eu conheço demais aquela senhora mãe dele... como eu conheço, já que é uma corja, fala pra mãe dele contar pra ele quem sou eu. Ainda mais no silêncio dos edredons”, vociferou.
    Assessores que presenciaram ficaram sem entender o discurso, mais adequado a uma briga de bar entre bêbados, e assistiram atônitos aos outros vereadores presentes considerarem normal a fala do colega. A reportagem conseguiu acesso ao trecho em que as câmeras da própria Casa de Leis flagraram.

    Discurso

    Durães soltou a pérola politicamente incorreta no momento em que o vereador Chiquinho Teles (PSD) apresentava um projeto sobre sinalização de vias públicas. “Eu achei que não tinha nada a ver com tema. Tem hora que a gente é pego de surpresa. O projeto é sobre sinalização das ruas e naquele momento é para falar sobre o projeto que está sendo discutido. Eu também não entendi muito o que ele quis falar. É muito forte, tem algumas coisas que não pode”, disse Teles ao Midiamax quando questionado sobre o que achou do episódio.
    Na hora, no entanto, Chiquinho Teles não fez nem menção a reprovar o discurso de Durães e retribuiu com sorrisos ao comentário. “Você fazer uma crítica, ao trabalho à administração é uma coisa, agora uma crítica pessoal, a população não aceita. Mas eu acho que vai fazer um pedido de desculpas, amanhã mesmo acredito que ele deva fazer isso. Uma pessoa que é um advogado, um professor”, tentou remendar.
    A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) entrou em contato com a reportagem e disse que após a fala do vereador, foi até o microfone e pediu para que ele se retratasse. “Eu disse pra ele não dizer aquilo e ele ficava gesticulando",  "Então diga que é uma corja também” se referiu Luiza ao vereador que se caso estivesse ofendido com o prefeito, falasse diretamente para ele.  Luiza contou que irá tomar providências junto à procuradoria da Câmara. “É humilhante para as mulheres, esse machismo, essa cultura, por isso que muitas vezes uma menina de quatro anos, ou uma idosa é estuprada”, argumentou.
    O prefeito Alcides Bernal (PP), segundo correligionários, ficou estarrecido e foi contido quando tomou conhecimento da fala do vereador. “Não há violência maior para um ser humano do que ver sua mãe ofendida. Prefiro nem comentar a situação. Esse vereador vai responder por esse crime na Justiça”, limitou-se a declarar.

    Tudo mentira

    A reportagem do Midiamax falou com Durães e pediu para ele explicar o que disse da senhora de 87 anos. Ele admitiu que nem conhece a idosa e que mentiu ao afirmar na sessão da Câmara que ela o ‘conhecia muito bem, ainda mais no silêncio do edredon’. O vereador ainda se irritou ao ser questionado e disse que a bravata foi uma reação à suposta fala do prefeito que teria chamado a Câmara de ‘local de mau-caráter’.
    “Vocês não vão ver os maiores projetos que eu fiz em favor dos mais... dos menos favorecidos. Voces não vão ver. Vocês vão pegar, como meus colegas de profissão, respeitando profissionalmente os senhores, que eu falei isso. Então eu coloquei uma coisa dessa, numa... por uma força de expressão, quando na verdade eu sou incapaz de tratar ou destratar, de agredir ou de maltratar... certamente a senhora é uma sexagenária...”, declarou em discurso entrecortado e de difícil compreensão.
    Para chegar ao cargo de vereador, Roberto Santos Durães, que era do PT, contou com a cassação da petista Thais Helena por compra de votos. Ele mesmo registra que já concorreu a 12 eleições e nunca foi eleito. A reportagem levantou as votações dele nas três últimas para vereador:  em 2004 teve 957 votos. Em 2008, teve 952 votos e em 2012 obteve 1.890 votos, que o deixaram como suplente.
    Leia o que vereador disse durante a sessão:
    “Fico muito feliz que vossa excelência possa me ajudar, por que eu em Campo Grande quando quero visitar alguém eu telefono e digo: Faça um sinal de fumaça que eu chego aí. Estou em uma tribo, mas eu quero pedir licença a vossa excelência que traz esse projeto tão oportuno, tão modernizado, para dizer tão somente que hoje o prefeito esteve lá no Noroeste e disse que esta casa é uma corja. Então fico feliz que ele está elogiando o Betinho, a Luiz Ribeiro e o vereador Cazuza (aliados de Bernal). Eu quero dar um recado ao prefeito, eu conheço muito a senhora mãe dele viu, eu conheço demais aquela senhora mãe dele... como eu conheço, já que é uma corja, fala pra mãe dele quem sou eu, ainda mais no silêncio dos edredons”, disse.
    Veja o vídeo 


    Nenhum comentário:

    Postar um comentário