ASSISTA TAMBÉM

Loading...

Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Intoxicação alimentar: como tratar?

Você mantém uma alimentação balanceada, conhece a procedência de seus alimentos, prepara muitos deles em casa com carinho e, aqueles que consome fora de casa, são feitos em locais que você confia.
intoxicação
Mesmo assim, o mais provável é que, em algum momento da vida, você passe inesperadamente pela intoxicação alimentar. Sem ser uma ameaça direta à vida, os sintomas desse problema causam extremo desconforto e precisam ser vivenciados com cautela e paciência.
A intoxicação alimentar pode ser tratada em casa, sem necessidade de visita a um hospital ou consultório médicos. Mas alguns passos devem ser seguidos para dar a seu corpo a energia necessária para superar a “invasão” de alimentos contaminados.

Sintomas da Intoxicação alimentar

intoxicação
  • Cólicas estomacais e intestinais
  • Vômito
  • Náusea constante
  • Diarréia
  • Fraqueza
  • Dor no corpo
  • Febre baixa (menos que 38ºC)

Causas da Intoxicação alimentar

intoxicação alimentar
Ingestão de alimentos contaminados com bactérias, vírus e parasitas e/ou com suas toxinas. A contaminação pode ocorrer em qualquer parte do processo de preparação do alimento.
Os sinais mais comuns de intoxicação alimentar começam dentro de algumas horas. Como o primeiro local onde o alimento passou é o estômago, vômitos e náusea ocorrem primeiro. Depois, o intestino é afetado, gerando gases e diarreia líquida.
A partir do momento em que esses sintomas ocorrem, você precisa entender que seu organismo entrou em batalha. O sistema digestório vai tentar expulsar o que causou o problema e o sistema imunológico dá início à reação contra os microorganismos nocivos. É por isso que febre baixa e fraqueza são comuns.
intoxicação alimentar
Essa luta deve durar 72 horas, em média, com os sintomas gradualmente ficando amenos. Nesse período, no entanto, não adianta ignorar o que está havendo: o corpo precisa de repouso para seguir com a desintoxicação. Nem precisamos dizer que é preciso dar um tempo nos exercícios físicos, não é?

Hidratação

intoxicação alimentar
Como prioridade, mantenha-se hidratado com água, mesmo que seja difícil ingerir qualquer coisa devido à náusea. Chás de camomila, erva-doce e hortelã podem ser auxiliares. Água de coco e bebidas isotônicas também ajudam a repor o que está sendo rapidamente perdido.

Alimentação

intoxicação alimentar
Enquanto estômago e intestino trabalham para eliminarem toxinas, é preciso ser cuidadoso com o que se come. Bolachas água-e-sal, torradas, arroz branco sem tempero, batatas cozidas são boas pedidas. Evite alimentos fritos, carnes, excesso de fibras, temperos fortes, cafeína e álcool.

Evite a contaminação de outras pessoas

escritório
Mantenha-se longe de aglomerações de pessoas, como salas de aula e escritórios. Você pode contaminar utensílios que vão levar os microrganismos tóxicos para outras pessoas, incluindo aquelas que podem ser mais frágeis, como idosos, crianças, pessoas com doenças crônicas.

Medicação para Intoxicação alimentar

intoxicação
Para baixar a febre, se não houver restrições. Evite medicamentos que interrompem a diarreia e o vômito, pelo menos nos três primeiros dias. Como dissemos acima, o organismo está na luta para eliminar toxinas. Prendê-las em seu corpo só vai piorar e prolongar o problema.
Com todas essas ações, a intoxicação alimentar deve melhorar em três dias, mas caso os sintomas só piorem (febre acima de 38ºC, sangue nas fezes, desmaios, etc.) o melhor é procurar um hospital para exames e tratamento mais intensivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário