ASSISTA TAMBÉM

Loading...

Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Postos e hospitais da Capital superlotam em primeiro teste de regulação

O primeiro fim de semana de testes do novo sistema de regulação proposto pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) não funcionou como deveria em Campo Grande.
Colocado em prática sem estudo e com viabilidade questionada, o resultado foi de superlotação nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e nos quatro maiores hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde na cidade - Santa Casa, Hospital Regional (HRMS), Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap) e Maternidade Cândido Mariano.
Agora o Conselho Municipal de Saúde quer resolutividade e preparo para que o atendimento de saúde ocorra sem os problemas enfrentados desde sexta-feira, com falta de insumos, medicamentos e vagas.
“Foi a prefeitura que propôs o sistema, tinham que estar preparados para isso. Nossa preocupação é em relação ao próximo fim de semana, com feriado prolongado de Páscoa”, afirma o presidente do conselho, Sebastião Arinos Júnior.
Enquanto os hospitais informavam não ter leitos disponíveis para novos pacientes, as seis UPAs mantinham 21 pacientes internados ontem, sem previsão de conseguirem transferência. 
*Leia reportagem, de Natalia Yahn, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário