VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Prefeitura é investigada por manter servidora ‘fantasma’ em cargo de confiança

Informações do portal da transparência do município e do Diogrande são conflitantes

Diana Christie
Foto: Foto: Geovanni Gomes
Mais uma denúncia envolvendo a contratação de funcionários ‘fantasmas’ pela prefeitura de Campo Grande chegou ao MPE (Ministério Público Estadual). Desta vez, a investigada é a servidora Marieda de Oliveira Aguiar, nomeada pelo prefeito Alcides Bernal (PP) para trabalhar na Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres.
O procedimento preparatório em tramitação na 30ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social avalia se a servidora tem como comprovar que trabalhou desde sua nomeação em 4 de fevereiro de 2016, até o dia 9 de março, já que ela não teria comparecido ao local de trabalho durante o período, mas mesmo assim recebeu salário.
Em consulta ao Portal da Transparência da prefeitura, Marieda foi nomeada para cargo em comissão de coordenadora com salário bruto de R$ 3.968,52, através da matrícula ‘403552’, no dia 1º de abril. No entanto, a nomeação da servidora para o cargo de Coordenadora da Coordenadoria de Projetos e Ações Temáticas, símbolo DCA-4, aparece no decreto “PE” n. 212, de 26 de janeiro de 2016, publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) em 4 de fevereiro.

Foto: Reprodução/Portal da Transparência/Diogrande
Procurada pela reportagem, a assessoria da prefeitura informou que “todas as nomeações feitas pela PMCG podem ser encontradas no Diogrande” e não explicou se a servidora comissionada efetivamente trabalhou durante o período. As investigações no Ministério Público Estadual foram colocadas em sigilo e não é possível obter mais informações sobre o andamento das apurações.
fonte: http://www.topmidianews.com.br/cidade-morena/prefeitura-e-investigada-por-manter-servidora-fantasma-em-cargo/52839/

Nenhum comentário:

Postar um comentário