ASSISTA TAMBÉM

Loading...

Barra de vídeo

Loading...

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

PREFEITURA FARÁ COMPRA SEMESTRAL DE MEDICAMENTOS PARA SUPRIR A IMENSA QUANTIDADE DE FALTAS NAS UNIDADES

A LISTA DE MEDICAMENTOS EM FALTA INCLUEM DESDE AMOXICILINA ATÉ MEDICAMENTOS PARA ANTIDEPRESSIVOS.
Resultado de imagem para FALTA DE MEDICAMENTOS


O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, anunciou que fará compra semestral de medicamento para evitar falta nos postos de saúde. Este foi o principal problema relatado por servidores durante visita surpresa (VULGO CAÇA AS BRUXAS) feita pelo prefeito ao Centro Regional de Saúde (CRS) Dr. Antônio Pereira, localizado no Tiradentes.
“Não vamos ficar ouvindo apenas o secretário. Tem que conversar com as pessoas e estar presente para saber o que está acontecendo. Por isso, estamos fazendo visitas surpresas nas unidades de saúde e Unidade de Pronto Atendimento (UPA), pedindo um atendimento mais célere, presença dos médicos e, sobretudo, medicamento”, declarou.
Resultado de imagem para FALTA DE MEDICAMENTOS
IMAGEM ILUSTRATIVA

No CRS os servidores reclamaram da falta de antibiótico, remédio para combater vômito e até de álcool, considerado essencial.  “Estou esperando o diagnóstico do secretário de saúde e vamos comprar remédios imediatamente. Vamos negociar com fornecedores, sentar, explicar para eles. A população não vai ficar sem remédio. O que for necessário fazer, vamos fazer”, garantiu.
Um dos servidores trabalha como plantonista na unidade há oito anos e disse ao prefeito que nunca passou por uma situação tão difícil. Ele recordou casos em que os médicos tiraram do próprio bolso para comprar medicamentos e atender pacientes
Para evitar esta falta de medicamento, que segundo servidores ocorreu nos últimos quatro anos, Marquinhos pediu um levantamento dos mais utilizados e dos que estão em falta para tentar garantir uma licitação até o dia 15 de janeiro.
“Nós vamos fazer um levantamento. O secretário de Saúde já está fazendo e eu também estou indo in loco para verificar o que está em falta. Vamos fazer esta compra de seis em seis meses para estocar mesmo e evitar que falte”, concluiu.

O Centro Regional de Saúde (CRS) Dr. Antônio Pereira recebe entre 100 e 150 pacientes por período. Segundo o diretor do CRS, somente quatro médicos prestam atendimento durante o dia e oito no período noturno, sendo três pediatras (EM REGIME DE PLANTÃO).

Resultado de imagem para FALTA DE MEDICAMENTOS
Herança do Bernal - Desde Janeiro de 2016 as faltas são constantes

http://www.msnoticias.com.br/editorias/noticias-campo-grande-ms/falta-de-medicamentos-obras-paradas-marcam-administracao-de-bernal/65258/

Nenhum comentário:

Postar um comentário