VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Mesmo sem pagar parcela do décimo, Marquinhos começa a "caça as bruxas" visitando UPA de surpresa .


Marquinhos faz visita 'surpresa' a UPA e conversa por 2 horas com servidores

A atitude também era prática de Gilmar Olarte ( por meio de Jamal e Renata Guedes) e Andréa Puccineli.


O prefeito visitou a Unidade da Vila Almeida
Marquinhos Trad (PSD) visitou a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida durante a noite de segunda-feira (2). A visita surpresa, conforme noticiou a assessoria da Prefeitura, aconteceu "para verificar 'in loco' como está sendo prestado o atendimento à população". De acordo com a administração municipal, o prefeito ficou cerca de 2h no local, conversou com médicos, enfermeiros e usuários para saber quais as "principais necessidades e aproveitou para vistoriar a unidade".
“Só podemos conhecer a realidade da população desta forma, chegando sem avisar, sem holofotes, para verificar o que, de fato, está acontecendo. Essa é a nossa realidade e precisamos encará-la. Vimos dezenas de pessoas nesta noite na fila. Gente com dor, com lágrimas nos olhos, contando os minutos para receber um atendimento e muitas vezes não conseguem tê-lo com celeridade. O que nos motiva ainda mais é ver a dedicação dos funcionários públicos, sempre buscando fazer o melhor, mesmo sem as condições adequadas para exercer suas vocações. Mas, mesmo assim, são extremamente dedicados”, declarou ele.
Outra questão apontada é a situação física da unidade. A Prefeitura alega que o local está "se deteriorando com o tempo". 'Ao menos duas salas – pré-consulta adulto e classificação de risco – além de uma das enfermarias, estão interditadas por oferecer riscos aos pacientes. A estrutura destes locais ficou comprometida em decorrência de uma série de infiltrações", explica a administração.
A UPA Vila Almeida é uma das Unidades de saúde da Capital que sempre registram lotação e alta demanda por serviços, em especial a pediatria, especialidade pouco ofertada na saúde pública de Campo Grande. A UPA Santa Mônica, inaugurada em julho, tinha o objetivo de "desafogar" o atendimento na Vila Almeida. O que não ocorreu, conforme noticiou o Jornal Midiamax. A Unidade também não oferece pediatria.
“Nós pretendemos reverter essa situação o mais rápido possível. Vamos trabalhar e ter consciência que temos que planejar para não deixar faltar medicamento nas farmácias, por exemplo. Quando você tem organização para executar suas ideias, os resultados são satisfatórios. Quando vimos a UPA com várias pessoas esperando e pedimos a colaboração, para que os atendimentos fossem mais rápidos, a gente viu resultado. Isso mostra que dá sim pra fazer”, prometeu Marquinhos.
A visita parece trazer uma nova estratégia de 'aproximação' com a população, que demonstra desânimo com a política municipal - cenário de turbulências nos últimos mandatos - e despediu-se de Alcides Bernal (PP) com vaias e piadas. Quem também costumava fazer as 'visitas surpresa' e apresenta um comportamento mais 'descontraído' junto a população é o italiano André Puccinelli (PMDB), ex-prefeito da Capital e ex-governador do Estado.


13° pode cair na conta nesta terça

Prefeitura culpa desencontro de informações entres secretarias 
Servidores da Sesau (Secretaria municipal de saúde pública) ficaram sem a segunda parcela do 13º. É o que relata ao Jornal midiamax uma técnica em enfermagem de 27 anos, que preferiu não ser identificada. A primeira parcela, conforme explicou, foi recebida por eles no dia 21. A segunda, que deveria ser paga na segunda-feira (2), ainda assim, não caiu na conta.
"Ontem, eu liguei na folha e parece que teve um problema no processamento e não tem data e nem previsão", contou ela. Nesta manhã, no entanto, a Prefeitura divulgou no portal da administração que o pagamento será realizado ainda nesta terça (3). A explicação para o não pagamento, segundo a administração municipal, são "divergências entre a Seplanfic (Secretaria Municipal de Finanças e Controle) e a Sesau".
"O prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad começa a pagar nesta terça-feira a segunda parcela do décimo terceiro salário dos cerca de quatro mil servidores da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) que ainda não receberam o benefício. São cerca de R$ 3,4 milhões que entram para a conta dos servidores. O direito dos trabalhadores deveria ter sido pago até o dia 20 de dezembro de 2015. No entanto, devido a divergências entre a Seplanfic (Secretaria Municipal de Finanças e Controle) e a Sesau o montante não foi liquidado", afirma a administração.
A Prefeitura afirma que "os trabalhadores que ganham até R$ 3 mil já podem contar com a parcela integral. Os servidores que ganham acima deste valor recebem hoje mais R$ 1 mil".
IPTU - Ainda por meio da nota, a administração alega que Marquinhos Trad pretende utilizar os recursos do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). “Vamos fazer um levantamento de todas as contas, agora com acesso aos dados. Se tivesse dinheiro na conta, provavelmente, a antiga administração já teria pagado o 13º e o salário de dezembro. Vamos aguardar o que vamos receber o IPTU e honrar o pagamento do funcionário público, que não tem nada a ver com a má administração pública de maus gestores. Eles trabalharam e vão receber”, declarou o prefeito.
Aposentados - Ainda assim, não são apenas os funcionários da Sesau que reclamam da ausência da 2ª parcela. A aposentada Matilde de Souza, 59, alega que não recebeu o valor. “Estou devendo para todos os lados. Tenho pressão alta, sou diabética, deficiente. O Bernal mentiu dizendo que deixaria dinheiro em caixa", afirmou.
A prefeitura foi questionada sobre a segunda parcela do 13º dos aposentados, mas até a conclusão desta matéria, não respondeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário