VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Filha de Puccinelli é inocentada em investigação ‘caça-fantasmas’

Jovem comprovou que trabalha regularmente na Assembleia Legislativa


Foto: Reprodução/André de Abreu
Foto: Reprodução/André de Abreu
O Ministério Público Estadual arquivou procedimento administrativo para apurar se a filha do ex-governador André Puccinelli (PMDB), Denise Puccinelli, seria “servidora fantasma” na Assembleia legislativa de Mato Grosso do Sul. Ela foi nomeada para o gabinete do também peemedebista, deputado estadual Eduardo Rocha.

A 30ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social da comarca de Campo Grande informou que realizou as medidas necessárias para averiguar eventual ato de improbidade administrativa no fato de Denise supostamente estar recebendo salários sem a devida prestação de serviços ao órgão em que está cedida, mas nada encontrou.

“Comprovadamente a servidora compareceu ao serviço na Assembleia Legislativa, tendo a referida Casa de Leis encaminhado esclarecimentos relativos ao fato, juntamente com as folhas de frequência da funcionária dos meses de fevereiro de 2015 a fevereiro de 2016. Assim, não há que se falar em ato de improbidade administrativa, tampouco em dano ao erário”, diz o MPE.

Denise Puccinelli é servidora concursada do Ministério Público Estadual e foi cedida para o gabinete do deputado Eduardo Rocha em 25 de fevereiro de 2015. A cedência é sem ônus para origem, logo Denise recebe o salário da Assembleia Legislativa no cargo de Assessora de Gabinete Parlamentar XIX’’, símbolo PLAP.07.19, com ganhos de R$ 7 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário