VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Trabalhadores definem em agosto se vão cruzar os braços

Dirigentes sindicais de todas as regiões do país estão realizando uma grande mobilização junto aos trabalhadores em cooperativas do estado do Mato Grosso do Sul. A Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas nas Cooperativas no Brasil – Fenatracoop fez uma intervenção sindical no estado com a finalidade de regularizar a situação a garantir os direitos dos trabalhadores.
“Desde 2009 que a Fenatracoop vem tentando o diálogo com as cooperativas do estado do Mato Grosso do Sul. Já temos seis convenções coletivas de trabalho assinada com o sindicato patronal OCB-MS, mas as cooperativas insistem em não cumprir o que foi acordado. Por isso estamos mobilizando e convocando os trabalhadores para participarem de assembleia onde vamos deliberar e aprovar o nosso rol de revindicações e definirmos juntos qual será o caminho a ser seguido daqui para frente”, revela o presidente da Fenatracoop Mauri Viana Pereira ao mencionar que a assembleia será realizada no dia 21 de agosto a partir das 14 horas na sede da Delegacia Sindical da Fenatracoop localizada na Rua Inácio de Souza, 276 – Jardim São Lourenço na capital Campo Grande.
Fazendo uma rápida avaliação sobre os trabalhos já realizados, o presidente da Fenatracoop ressalta que a mobilização está acontecendo de forma pacífica, ordeira sendo observado o que rege a legislação trabalhista. Segundo Mauri Viana, os trabalhos estão seguindo as metas, os dirigentes sindicais estiveram nas cooperativas, às negociações não andou, a proposta patronal está muito aquém as atuais necessidades dos trabalhadores, a Fenatracoop identificou que existe sindicatos leiloando os direitos com acordos na Unimed fechado de forma errônea e prejudicial aos trabalhadores.
“Estivemos também na cooperativa Copasul em Naviraí e lá encontramos uma situação lamentável, um verdadeiro ninho de crimes contra a legislação do trabalho afetando pessoas, seres humanos trabalhando de forma análoga ao escravo. A partir dos próximos dias o nosso departamento jurídico estará intensificando os trabalhos a fim de conter essas praticas”, afirma Viana.
Além da atuação imediata do departamento jurídico, sobre as situações encontradas nas cooperativas do estado do Mato Grosso do Sul, os trabalhos também estão sendo focados na articulação e organização da assembleia com os trabalhadores que vai acontecer no dia 21 de agosto na sede da Fenatracoop em Campo Grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário