ASSISTA TAMBÉM

Loading...

Barra de vídeo

Loading...

quinta-feira, 31 de março de 2016

Lama Asfáltica faz vítimas na prefeitura, mas só leva 'baixo clero'


Secretaria de Obras passou por reestruturação dias antes do lançamento de quatro novas licitações

O bloqueio de bens de engenheiros e secretários que atuaram nas gestões anteriores por supostos desvios de dinheiro destinado ao serviço de tapa-buracos obrigou o prefeito Alcides Bernal (PP) a reestruturar o time da Secretaria de Obras, que continuava com remanescentes da gestão Nelsinho Trad (PTB). As alterações ocorrem dias antes de abertura de novas licitações para drenagem e pavimentação asfáltica na Capital.

Dança das Cadeiras I
Alexandre Luiz dos Santos Soares foi exonerado do cargo de diretor do Departamento de Obras e Manutenção de Edificações. Já Ido Dos Santos Ximenes deixou a chefia da Divisão de Controle de Obras para exercer o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Projetos de Infraestrutura, com acúmulo de função na Diretoria de Gestão de Obras, no lugar de Raimundo Nonato de Menezes.

Dança das Cadeiras II
João Dimas Martins Gomes deixou a diretoria do Departamento de Planejamento e Controle de Obras para exercer o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Manutenção de Vias e Áreas Públicas. Ele substitui o engenheiro Sylvio Cesco. Já Bruno Soares Katayama foi promovido de Assessor II para Chefe da Divisão de Obras e de Manutenção de Edificações da Área da Educação. Por fim, Marcos Aurélio da Silva Ribeiro Junior foi nomeado para desempenhar a função de Diretor do Departamento de Planejamento e Controle de Obras.

Dormindo de sapato
Os rumores de visita da Lava Jato a Mato Grosso do Sul voltaram a se intensificar durante esta semana. Não vai ter ‘Japonês da Federal’ – que foi afastado das atividades após condenação por corrupção – mas já tem político ‘dormindo de sapato’ para não ser arrancado de casa desprevenido.

Ilustres desconhecidos
Durante as visitas no bairro Jardim Noroeste, diversas pessoas que foram abordadas pelos vereadores não sabiam quem eram os ilustres parlamentares. Apesar da renovação periódica da atual legislatura, até mesmo vereadores que estão na Casa de Leis desde o início da gestão passam despercebidos. É o caso do vereador Chiquinho Telles (PSD), que precisou explicar seu trabalho na Câmara Municipal a uma senhora.

Maquiagem
O novo modelo de Câmara Itinerante, com caminhadas pelos bairros, vem surtindo efeito real para os moradores. Mesmo que seja para blindar a administração, a prefeitura tem se preocupado em levar atendimento aos locais visitados pelos parlamentares. Não é perfeito, mas ajuda. A preocupação é grande, tanto que, no desespero de tampar uma cratera aberta há tempos na região, o operador da máquina furou um cano que passava na rua esburacada. A vala, com três metros de profundidade em alguns pontos, acabou inundada.

Pontual
O vereador Coringa (PSD), um dos poucos que participaram da Câmara Comunitária, chegou atrasado e levou puxão de orelha de moradores do bairro, que caminharam junto com o presidente da Casa de Leis, João Rocha (PSDB). "Agora que o senhor chegou? Veio muito tarde, estamos quase no fim", disparou a presidente do clube de mães que acompanhava o grupo. Está certa, não basta participar, tem que ser pontual!

Onde estão?

E se os atrasos foram notados, o que dizer da ausência da maioria dos parlamentares? Salvo aqueles que não podem realizar longas caminhadas por questões de saúde, as faltas devem ser cobradas pelo eleitor. Outubro está chegando e a nova campanha eleitoral será menor, com somente 90 dias. É hora de gastar a sola do sapato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário