ASSISTA TAMBÉM

Loading...

Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 1 de março de 2016

Prefeitura pede à Justiça dilação de prazo para retirada de catadores do aterro

A Prefeitura de Campo grande solicitou à Justiça, nesta segunda-feira (29) um pedido de dilação de prazo para retirada dos catadores de lixo reciclável que trabalham no aterro sanitário Dom Antonio Barbosa II.
Durante agenda pública na manhã desta terça-feira (1), o prefeito da Capital Alcides Bernal (PP) confirmou o pedido e disse que o titular da Funsat, Aldo Donizete, esteve no lixão na tarde de ontem e conversou com os catadores atendendo à solicitação dos trabalhadores que desde semana passada, quando Bernal esteve no local, pedem ajuda da Prefeitura para resolver o problema.

No despacho, do dia 18 deste mês, o juiz derruba liminar que havia sido concedida em 2013 para Defensoria Pública do Estado a favor dos catadores. Conforme liminar, os catadores permaneceriam no lixão ate´entrga da Usina de Tratamento de Resíduos (UTR), inaugurada em agosto de 2015. Diante da alegação, o juiz determinou o fechamento do aterro Dom Antonio Barbosa II nesta segunda-feira (29).O pedido foi apresentado ao juiz da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Marcelo Ivo de Oliveira, que concedeu liminar favorável ao Consórcio CG Solurb e determinou suspensão do uso do lixão como local de trabalho para os catadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário