VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Políticos serão barrados em trio elétrico nas manifestações de domingo

Organizadores do protesto a favor do impeachment da presidente Dilma querem caminhada apartidária

Entidades como a Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul), Associação Comercial, Maçonaria, Veredas da Fé, Cidade de Deus e Força Sindical anunciaram hoje como será o protesto organizado para o próximo domingo (13). Segundo os organizadores, a crise econômica gerada pela instabilidade política é o principal motivo da manifestação.

João Carlos Polidoro, da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), reforçou que o movimento é apartidário e está com o foco nas consequências econômicas que a crise política trouxe para o trabalhador. “De agosto até agora, mais de 1.700 empresas fecharam as portas em todo o Estado. Chegou em uma situação em que o gigantismo da máquina pública está prejudicado as empresas, a corda está no pescoço por conta da alta carga tributária”, afirma.

O representante da Maçonaria, que está sempre envolvida nas manifestações, diz que hoje não é mais uma luta contra o Partido dos Trabalhadores (PT). “A crise política é tão grande e não tem como a Maçonaria ficar calada, já que representa a população. O movimento é apartidário, independente de PT, PSDB ou PMDB”, disse Valdecir Batista.

Políticos estão convidados a participar da manifestação, mas como cidadãos, não terão “voz” nos trios elétricos. “Não é mais pelo impeachment da presidente Dilma, é pelo bem do Brasil, pela mudança geral para um futuro melhor”, afirmou o presidente do Movimento Democrático Pró Impeachment, Josiberto Lima.

Um grupo de moradores da Cidade de Deus também confirmou que vai participar do movimento, a convite do grupo Veredas da Fé, que faz um trabalho social na região. 

Foto: Geovanni Gomes

Roteiro
O grupo vai se reunir na Praça do Rádio Club, na avenida Afonso Pena, às 14h, e seguirá em carreta até o Posto Tereré, em frente ao Shopping Campo Grande. A escola de samba Igrejinha fará o aquecimento na praça e também fará uma apresentação ao final da passeata, juntamente com a banda Sampri e outras duas duplas sertanejas regionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário