VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 10 de março de 2016

Secretário de Bernal quer cadeia para Puccinelli, Nelsinho e Giroto

Respeito, essa tem sido uma das palavras mais pronunciadas entre a classe política ultimamente. Semana passada, por exemplo, após ter sido conduzido de forma coercitiva para prestar depoimento à Polícia Federal, o ex-presidente Lula declarou à imprensa que merecia "mais respeito".

Aqui, em Campo Grande, o respeito também tem sido cobrado pelos políticos sul-mato-grossenses. Nesta terça-feira (8), por exemplo, o prefeito Alcides Bernal (PP) disse à imprensa que o ex-governador, André Puccinelli (PMDB), "precisa aprender a respeitar as pessoas" pouco antes de entrar para audiência de conciliação entre os dois, que faz parte de um ação contra André movida por Bernal. O prefeito acusa governador dos crimes de calúnia e injúria. Segundo Bernal, Puccinelli o acusou de ser 'ladrão'.
Porém, enquanto Bernal cobra respeito de Puccinelli, o secretário da Prefeitura e advogado do prefeito, Wilton Acosta divulga em redes sociais um flyer em que Puccinelli é classificado como "ladrão" ao lado do ex-prefeito da Capital Nelsinho Trad e do ex-secretário Edson Giroto, investigado na Operação Lama Asfáltica da Polícia Federal.
Na postagem, o secretário publica uma imagem com fotos dos três políticos com a legenda "Cadeia aos ladrões" e chama a população para aproveitar a participação no ato programado para próximo domingo (13) contra presidente Dilma Rousseff (PT) e protestar contra os políticos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário