VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 1 de março de 2016

Instabilidade: embargo que pode tirar Bernal do poder será julgado hoje

Autor: Dany Nascimento

Situação da prefeitura de Campo Grande deve ser finalmente resolvida; pepista pode se consolidar no cargo ou abrir espaço para João Rocha

A análise de embargos de declaração do legislativo de Campo Grande que pode tirar mais uma vez o prefeito Alcides Bernal (PP) do poder foi colocado em pauta e será analisado nesta terça-feira (1), pela desembargadora Tânia Freitas de Souza na 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado (TJ/MS).

O instrumento jurídico que a Câmara Municipal ingressou tem como objetivo ‘derrubar’ a liminar que garantiu o retorno de Bernal, ao cargo de prefeito em 25 de agosto de 2015. Alcides voltou a ser Chefe do Executivo no ano passado, através de uma decisão da Justiça estadual, quando foi deflagrada a Operação Coffee Break.

A decisão foi estabelecida com dois votos favoráveis e um contrário. O desembargador Sérgio Fernandes Martins e a desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges votaram pela volta do pepista, enquanto o desembargador Divoncir Schreiner Maran votou contra o pedido. Se eles aceitarem o embargo de declaração da Câmara Municipal, Campo Grande poderá ter um novo prefeito: vereador João Rocha (PSDB).


Nenhum comentário:

Postar um comentário